SESMT: O que é, para que serve e qual a importância dele para sua empresa

Segurança do Trabalho    09/04/2020 às 15:53

Tudo o que você precisa saber sobre o SESMAT- Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho

 

Entenda o que é o SESMT, para que serve e as vantagens dele para seus colaboradores e sua empresa.

Muitos gestores ainda têm dúvidas sobre o papel do SESMT na saúde e segurança de seus funcionários. Se você está nesse grupo, confira o post de hoje até o fim e descubra os benefícios do Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho. 

 

O que é SESMT e para que serve?

O SESMT é, na prática, uma equipe de profissionais da saúde que atua dentro das empresas para proteger a integridade física dos colaboradores e prevenir doenças ocupacionais. 

Seu objetivo principal é tornar os locais de trabalho mais seguros por meio de ações como: avaliações periódicas de setores e criação de projetos de melhorias em todo o ambiente laboral, deixando-o mais livre de riscos. Esse time é essencial também à manutenção da qualidade de vida e do bem-estar nos espaços corporativos.

 

Por que minha empresa precisa desse Serviço?

Como você pode notar, o Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho é fundamental nas mais diversas corporações, principalmente pela promoção da integridade física dos colaboradores. 

Para você ter uma noção do valor dele, no Brasil, só o setor da construção civil realiza mais de 2 milhões de atendimentos preventivos de saúde e segurança todo ano. E o impacto econômico dos acidentes de trabalho no segmento é considerável. Por isso, as normas de segurança devem ser cumpridas à risca. 

Do ponto de vista do empregador, a implantação do SESMT é importante porque as corporações diminuem custos com acidentes e doenças ocupacionais, embora possa parecer para alguns somente um gasto extra, em função dos investimentos em equipamentos e contratação de pessoal especializado.

 

SESMAT é obrigatório?

Sim. A Norma Regulamentadora nº 4 (NR4) diz o seguinte:

4.1. As empresas privadas e públicas, os órgãos públicos da administração direta e indireta e dos poderes Legislativo e Judiciário, que possuam empregados regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho - CLT, manterão, obrigatoriamente, Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho, com a finalidade de promover a saúde e proteger a integridade do trabalhador no local de trabalho.

O dimensionamento do serviço, ou seja, quantos e quais profissionais devem constar na equipe, depende do nível de risco da atividade principal da empresa e do número total de empregados. 

Outro detalhe da NR4 é que o Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho deve ser registrado nos órgãos regionais do Ministério do Trabalho e Emprego. Para facilitar o cumprimento da obrigação, o MTE criou, inclusive, um sistema específico.

 

Que profissionais fazem parte do SESMT?

Os profissionais inclusos no SESMT, segundo a NR4, são:

  • Auxiliar de Enfermagem do Trabalho

Responsável pela assistência aos pacientes, zela por seu conforto e bem-estar, auxiliando enfermeiros e médicos.

  • Enfermeiro do Trabalho

É o líder do quadro de auxiliares; executa procedimentos mais complexos de enfermagem, de acordo com as indicações dos médicos; coleta dados sobre doenças ocupacionais; e participa de treinamentos sobre o uso de EPI (Equipamento de Proteção Individual), entre outras funções. 

  • Engenheiro de Segurança do Trabalho

São os engenheiros ou arquitetos especializados em Engenharia de Segurança do Trabalho. A missão deles é atuar na gestão da segurança e da saúde, para diminuir perdas resultantes de acidentes ou doenças ocupacionais.

  • Médico do Trabalho

Realiza consultas e atendimentos médicos; executa os procedimentos necessários para prevenir doenças; promove a saúde coletiva e individual; realiza perícias, auditorias e sindicâncias; coordena programas ligados à saúde e difunde conhecimentos sobre medicina do trabalho.

O médico do trabalho também participa de outros programas, entre os quais o Programa de Prevenção de Riscos Ambientais (PPRA) e o Programa de Controle Médico e Saúde Ocupacional (PCMSO), e da emissão de documentos (Comunicação de Acidente de Trabalho, o CAT, e do Laudo Técnico de Condições Ambientais de Trabalho, o LTCAT).

  • Técnico de Segurança do Trabalho

Elabora e implementa políticas de saúde e segurança na empresa; realiza auditorias periódicas, verificando fatores de controle de doenças, acidentes e qualidade de vida. Suas tarefas incluem ainda examinar itens de combate a incêndio, investigar acidentes, ministrar treinamentos e providenciar inspeções. 

O técnico de segurança do trabalho deve ser registrado no Ministério do Trabalho e Emprego. Quanto aos demais profissionais que vão compor o SESMT, eles precisam ser habilitados e registrados de acordo com as exigências da norma regulamentadora.

 

As atividades de todos eles são essencialmente prevencionistas, embora o atendimento de emergência possa ser feito quando for o caso. Fora isso, o SESMT deve estar em sintonia permanente com a Comissão Interna de Prevenção de Acidentes, aproveitando a CIPA como agente multiplicador. É imprescindível, também, que mantenha atenção nos documentos relativos à segurança do trabalho, como o PCMSO e o PPRA.

É com este conjunto de fatores que sua empresa consegue mais tranquilidade para realizar suas atividades, cumprir prazos e metas, mantendo a excelência no que faz sem esquecer das pessoas que estão em todas as etapas da produção. 

Então, sua empresa está trabalhando as questões de segurança adequadamente com o SESMT? Você tem alguma dúvida sobre o assunto? Deixe seu comentário!

 

Saiba mais sobre o SESMT em:

SESMT: em nome da prevenção de acidentes e doenças no ambiente laboral

 

Escola Nacional de Inspeção do Trabalho - Sobre a SESMT






Localização